13 de jan de 2010


Peguei o amor pelo avesso.
Agora acredito mais em cores,
bichos,
flores,
fundo de olho
e alma leve.

8 comentários:

Mateus Carneiro Bureau de Criação disse...

pelo avesso... de frente... caca a cara...
no fundo... o que faz o leve da alma
é a forma como se enlaça o amor...

Mara faturi disse...

Belíssima crença lindume!!
adorei*)
bjo perfumado!

Nydia Bonetti disse...

Ai, que lindo... Bjo.

Anônimo disse...

Com medo, as vezes entramos nas coisas pelo avesso, " dos outros", mas quando esse é o caminho, tudo da certo.

Anônimo disse...

Que poema lindo. Te adoro mais assim... Bjão! Até do avesso.

Renata de Aragão Lopes disse...

... e em margaridas!

Beijo,
doce de lira

NDORETTO disse...

Tudo muda o tempo todo nas crenças. E nas deusas e nos deuses.Poema rápido, eficiente,pá!

bjs

Myrela disse...

Lindo!
Tava precisando mesmo desse otimismo amoroso nessa manhã de quinta...