27 de mai de 2010

Poeta

É muito prosa!

Bom mesmo é advogado,
professor, engenheiro

desde que tenha
braços de pedreiro.


11 de mai de 2010

É Feito Estufa


O meu verbo sufocado
O teu silêncio gritado
E minha natureza maltratada:
A chuva que brota dos olhos
É salgada.

Moni

8 de mai de 2010

Mostarda


Estou me tomando
casas e lagos
saboreando afagos na comida benta do dia.

Mexendo com alimentos
O cheiro melhor
que sentimentos
por hora,
sacos dobrados.







Neusa Doretto

6 de mai de 2010

Cantiga de Moça

Se tu não te cansas,
tampouco me canso

- teu braço roçando o meu -

goiaba e açúcar,
quando juntam no tacho,
pra sair cheiro de amor

só precisam de um fogo baixo.


3 de mai de 2010

poema extraído de jornal

escavando o lixo
à procura de mistura

choro com chorume
suor com sofrimento

os ofícios do osso
o vício da sobrevivência

a religião esquecendo o pecado
a ciência resolvendo a fome

: um coração autopsiado
é o almoço que se come

1 de mai de 2010

mayday

- valéria tarelho -


Google imagens

descobriu
que maio
é mais touro
que seu abril
inteiro

e por fim
tem dias
gêmeos
:
um a tara
do outro