16 de ago de 2011

higiene


só escrevo depois de escovar os dentes. é minha língua percorrendo os meus dentes o que me trava. a sujeira dos meus dentes. tão brancos. a escrita com dentes sujos. isso me agonia. trava. como se eu dependesse da boca para escrever. da boca estando limpa. como se. 

branca. é assim que escrevo o mundo.
em folhas de papel também em braco.
é preciso ser escuro para ler.

e ainda o papel de escrita de que me utilizo é um guardanapo. sujo de batom ou de restos de comida que ficam nos lábios. porque minha contradição é um plástico bolha. você se distrai. 

página em branco.
porque todo leitor
é também escritor. 

9 de ago de 2011

A mai(s)


O sêmem, as outras,
a falta de tato, os destratos:
há coisas que a gente só engole no amor.

Mas depois que tudo isso passar,
nem pergunte porque a gente cospe,
me faça o favor!