21 de set de 2013

Torpor

















Tonta de amor
trêmula a teus pés. 
Sou pouca.

Sequer tateio tua tez tirana
Sequer fico sob teu teto
Mas
Tudo em mim é tanto
perto de ti

Que desafeto
partir !

Neusa Doretto

Um comentário:

Mara faturi disse...

BELEZURAA DE POEMA SISTER...CAD~ENCIADO;))))
BJO, BJO