17 de set de 2014

imprevisto


Conto com o desalinho.Espero o vendaval. Nada é parado; pode estar lento e parece arrumado

Neusa Doretto

Nenhum comentário: