16 de jul de 2011

entrevista

na noite entreaberta
entrego-me a ti
entrevendo paixão.

nas entrelinhas do desejo
o silêncio entrecortando gemidos
escancara o prazer.

o medo jamais entrepôs obstáculos
ao amor entrevindo. a dúvida
sempre nas entremanhãs ...

6 comentários:

valéria tarelho disse...

poema de entreatos e entrelaços...mais que belo, um entressonho!

NDORETTO disse...

Entre: o intervalo do sonho!

Cine Clube Ybitu Katu disse...

Olá Mara! (a Mara Faturi escreve nesso blog, certo)! Não recebi nenhum e-mail sobre o filme! Faz assim, manda um e-mail do meu e-mail pessoal que é bem mais fácil
carlosalexandrebtu@gmail.com

Mara faturi disse...

Melhor nem pensar Sid, rsrs
deixar correr nas entrelinhas;))
Bjo

Mara faturi disse...

Op´s desculpem o comentário acima ( me acharam aqui), mas não consegui deletar;))
gracias!!

NDORETTO disse...

Campanha para o Comentário:


" Comente o que leu
Valeu, faz de conta que é seu"

Beijo\O/
Curta-Metragem