16 de ago de 2011

higiene


só escrevo depois de escovar os dentes. é minha língua percorrendo os meus dentes o que me trava. a sujeira dos meus dentes. tão brancos. a escrita com dentes sujos. isso me agonia. trava. como se eu dependesse da boca para escrever. da boca estando limpa. como se. 

branca. é assim que escrevo o mundo.
em folhas de papel também em braco.
é preciso ser escuro para ler.

e ainda o papel de escrita de que me utilizo é um guardanapo. sujo de batom ou de restos de comida que ficam nos lábios. porque minha contradição é um plástico bolha. você se distrai. 

página em branco.
porque todo leitor
é também escritor. 

9 comentários:

Larissa Santiago disse...

ler é escrever na mente

NDORETTO disse...

Salve,Ita!

Prosa curta e boa.Intimidade da escrita. Você escova os dentes.
Eu tomo café.rsrsrsr

beijos!

ingridmartins disse...

Adorei, belas palavras. beijo

Dario B. disse...

Grande! Em outras palavras, é o mesmo que disse o Quintana: O bom poema é aquele nos lê, e não nós a ele. Bjo.

Adriana Karnal disse...

a escrita é assim, branca, mas q pode ficar encardido,rs

Bia Ferreira disse...

é original!!

Zélia disse...

Eu limpo, eu leio, eu escrevo! ;

Mara faturi disse...

"É PRECISO SER ESCURO PARA LER"; VISTO MEU TERNINHO (ESCURO) INVISÍVEL PARA LER POESIA DA BOA QUE LIMPA A ALMA("PÁGINA EM BRANCO")
Abraços;))

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

"inda o papel de escrita de que me utilizo é um guardanapo. "
e também me sou assim