29 de jul de 2009

6 mls

a palavra condensada
e cremosa
poesia sem volume
para os olhos de quem passa amargo
e quer um doce


pode lamber se quiser



Neusa Doretto

Um comentário:

Mara faturi disse...

Que delícia pra se lamber...quase viro baba-de-moça;)