11 de mai de 2010

É Feito Estufa


O meu verbo sufocado
O teu silêncio gritado
E minha natureza maltratada:
A chuva que brota dos olhos
É salgada.

Moni

17 comentários:

Flá Perez (BláBlá) disse...

e é esse tipo de chuva que nos causa erosão no amor
e depois no rosto.
bonito...

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Silêncio que grita perturba mais que uma boa briga... :)

NDORETTO disse...

Salve,Moni!!! Uma graça de poema,adorei!!!Que bom tê-la aqui! Não vá ficar só nesse,hein?! rsrsrsrsr

beijão


Neusa

Í.ta** disse...

e amarga.

lindo demais!

RICARDO LEAL disse...

Moni
Seu É feito estufa é produto do seu " Efeito Talento".Meu verbo prá vc é elogio e meu silêncio aplausos.Show!
Bjo!

Marcia Carneiro disse...

Essa chuva é gelada, esse silêncio é planetariamente barulhento... e tua poesia Moni, e linda demais. É e pronto. É de entre estações (anjos e trens) é de milhões de efeitos. Não ÉS apenas. ESTÁS !! Parabéns !!

Renata de Aragão Lopes disse...

MUITO CRIATIVO!
Adorei, Moni!

sidnei olívio disse...

Muito criativo mesmo! Beijo.

Mara faturi disse...

O que brota de ti é poesia em pele ,letra, lágrima...dinda linda!!!!
saudade!
Grande bjo *) *)

Adriana Karnal disse...

lindinho...

Angel disse...

Cada um com seus "desastres ambientais"... rs.

Adorei, Moni!

Abraço.

Aninha Kita disse...

Talvez seja importante, liberta-nos, não?

Boa semana! Beijos!

Fagulhas do Divino no humano disse...

Lindo,lindo, isto faz bem a minha alma bjsusus

Wilson Torres Nanini disse...

Uma interação na catástrofe e no cosmético. Maravilhoso!!!

Lídia Borges disse...

Interessante o diálogo corpo/natureza.

Um beijo

Paulo Rogério disse...

É apenas um verão
Na estação mulher-guerreira!
Lindo demais!
Gde. beijo!

Hamanda Freires disse...

muito bonito!!!