3 de mai de 2010

poema extraído de jornal

escavando o lixo
à procura de mistura

choro com chorume
suor com sofrimento

os ofícios do osso
o vício da sobrevivência

a religião esquecendo o pecado
a ciência resolvendo a fome

: um coração autopsiado
é o almoço que se come

5 comentários:

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Visceral... ;)

Flá Perez (BláBlá) disse...

ai, que coisa triste!
bjbjbjb

Fouad Talal disse...

Ficou muito bom mesmo!
Recomendo reassistir "Ilha das Flores" e "Vidas no Lixo".
Os dois estão no Porta Curtas.

Um abraço!

Renata de Aragão Lopes disse...

Triste realidade.

NDORETTO disse...

Oi,Flavia...Primeiro te agradecer por ter mantido o blog ativo!! Segundo, pedir que vc publique fragmentos do seu livro, aqui mesmo no blog,posto que as companheiras talvez desconheçam os poemas....................como eu digo: literatura fina!!!!!


beijão!!!

ND