25 de set de 2010

Começo...


O dia começa aqui,
e continua na morada do telhado,
no som das folhas que caem dançando teu despertar.
E eu enroscada em ti,
no desejo grudado de tanto.




11 comentários:

valéria tarelho disse...

ótima associação de ideias [explícitas/implícitas nas entrelinhas]! :)

NDORETTO disse...

É quando a poesia desenrosca e se alarga......Lindo ,Márcia.
Bj
Neusa

Elis Souza Terapeuta Holística disse...

Lindo!!! Tua poesia é um beijo de bom dia, é um convite pra que o dia mude num piscar de olhos!!! Meu Bj. Morena.

NDORETTO disse...

Relendo: muito, muito bonito. Deu pra suspirar, báh......

Í.ta** disse...

e vai terminar sabe-se lá onde, não é mesmo?

achei lindo lindo mesmo.

beijos.

Christiano Scheiner disse...

lindo, quero um dia começado assim! e começou te lendo!

Mara faturi disse...

Hummmmmm, saber despertar assim é só para quem tem olhar de pescador e vê mar em tudo que é azul;))
Adoro te ler lindume!!!
Bjo de mar (a)!!!

Marcia Carneiro disse...

Vocês são amados demais. Agradeço todos com meu coração inteiro !!!

Guilherme Sakuma disse...

Tipo acordar meio-dia num domingo de outono... ficar abraçado de conchinha com a namorada; delícia, é o que há e é só o que há.

Zatonio disse...

... folhas que caem dançando seu despertar...sublime!!!

Moni. disse...

Lindo momento em que o tempo parou pra virar poesia...

Amei, querida!

Beijos!