22 de mai de 2011

fina pauta






Água em boca ardente
Decifro-me à gramática
Em adestrada simetria
Inadequada.

E aos devidos fins
Assumo garantir
Com toda mesmice atravancada
Em fina pauta
Que é amor, despertador e tagarelice
Todo meu eclipse
Agora seu.
(Minha fase lunar em órbita)

E tão vital ao meu recreio
Torna-se a vida que arrebenta
a corda
do desejo
das pontes de um longo beijo
E apago - grão por grão -
O rastro de outro deus.









Image by yaldIz

11 comentários:

NDORETTO disse...

Olha aí: um Curta-Classudo!!!
Genial,escritora.
Quem sabe,sabe.

Beijo grande !
E mais uma vez,obrigada pela cara nova que deu ao blog. :)

Flá Perez (BláBlá) disse...

hádeuses difíceis de apagar!

Eder Asa disse...

Fina pauta é a da música. Aliás, a melhor das pautas...

Bela em verso e em prosa, Letícia!

Flá Perez (BláBlá) disse...

fiquei sabendo que vc foi quem modificou o blog! PARABÉNS! ficou uma beleza!!!

bjbjbjbj

Letícia Palmeira disse...

Gente,

Eu dei uma mudada do layout. Espero que todo mundo goste. Senão eu posso mudar tudo.

Beijo pra todos.

Ph disse...

Coisa linda, esse poema.

♥ κєκєl ♥ disse...

Olá

Sou professora de uma escola estadual e estou aqui lhe convidando para conhecer nosso blog de LIBRAS onde o nosso objetivo é expandir a Língua de Sinais, pois somos escola pólo para atendimento da pessoa com deficiência auditiva.
Se você tiver um tempinho e interesse pelo assunto, venha nos visitar. O endereço é:

http://eeblmlibras.blogspot.com/

Abraços fraternos

Talita Prates disse...

maravilhoso!

Talita

Renata Luciana disse...

Hum... bom café, um poema, curta... assim vou ficando esperando a tarde chegar.

Abraço,

Marcia Carneiro disse...

A cara nova do blog tá lindona !!! E esse poema cadencia a gente...Parabéns Letícia !!

Mara faturi disse...

Letícia,
não muda nada não...tá lindo!
Poema "bom de prosa";))
Bjos