31 de out de 2012

(sutil )




















O amor tem passado paralelo
suave e indolor
Um amigo solidário
nem frisson, nem torpor
Assim como quem nada fosse
nem
tivesse sido
pele que  arrepia ou abranda
ele  vai junto
como um  coração que senta ou anda
sem tocar no  assunto...


Um comentário:

Mara faturi disse...

Pah!!!! e o que dizer?? A...........DOREIIIII;))
Fiquei imaginando teu coração andando por aí, rsrsrrs...Ah!! quanta poesia pelas ruas...
bjos sister!