16 de nov de 2012

EIS

À luz vê-se bem
Que ter não é ser.
Mas ser é sempre
Uma questão quase
Nunca esclarecida
Mesmo quando feita
A pergunta
Pois, se tu estás pronta
Para ouvir, a vida
Demora em responder.

4 comentários:

Dilmar Gomes disse...

Muito bom, Chis.
Um abraço.

NDORETTO disse...


Oi, menina! O poema é um fato!
Beijao!
Neusa

Larissa Bello disse...

Mas, ela sempre responde. Só é preciso saber escutar.

Bjos!

chris ritchie disse...

A gente é sempre tem pressa depois de fazer a pergunta. Se a resposta não é instantânea, demorou! Se não é o que a gente quer ouvir, é difícil entender... e por aí vão os atrasos de vida. obrigada pelos comentários. xx