17 de jan de 2013


                                               POR UM FIO


Meu poema está por um fio
cambaleante
velho como o mundo
com a alma perdida
procurando pai e mãe
rosas e pitangas
mar e amores
um motivo
estilete
meu passado
teu presente

meu poema está por um fio
escorregando pela folha branca
viscoso e triste
como larva em agonia

3 comentários:

NDORETTO disse...

Maaaaraaaaa que coisa linda!!!!! Adorei!!!!!!

MEGA POEMA, sister!!!!! MUITOS FIOS!!!

Mulher Vã disse...

Ébrio e inebriante. Seu poema.

Vã.

Raquel Consorte disse...

Lindo, adorei.