20 de fev de 2013

Estrutura Vã
















O corpo sustenta
porém arrebenta a alma
quando não se dá

No forte aperto
me estreito
expludo
úmida
pequena
tudo
sem a cena
do amor



Neusa Doretto
13fev2012

5 comentários:

Camila disse...

Olá, boa tarde, tem um recado no blog :)

Bjinhos

http://chadecalmila.blogspot.com.br/

Dilmar Gomes disse...

Muito bom, teu poema, Neusa.
Um abraço. Tenhas uma boa tarde/noite.

Camila disse...

O recado que está na postagem , sobre whats e instagram :)

Larissa Bello disse...

A alma se arrebenta mesmo quando não há entrega.

Bjos!

chris ritchie disse...

Lembrou...

Para ser grande, sê inteiro: nada
Teu exagera ou exclui.

Sê todo em cada coisa. Põe quanto és
No mínimo que fazes.

Assim em cada lago a lua toda
Brilha, porque alta vive

Você e Pessoa (Reis) lado a lado.
Você mais sexy, explodindo...