27 de fev de 2013

Ferro Quente






Você me atiça
Me aterra
Me põe em paz
Me faz em guerra
Você me tem
Me chama  Eu vou
Você me dá  Me pede  Eu dou
Então
Assusta e Assalta
A porta sempre aberta
Não peço socorro
porque a bala não acerta....

3 comentários:

Mara faturi disse...

Ahhhhhhh!! sister!! mas o poema...ah!!! este vc sempre ACERTA;))))
bjo grande!

chris ritchie disse...

Ah, agora está inteiro! A bala perdida fez toda a diferença!
Legal!
bjs

Larissa Bello disse...

Não sei... mas isso não parece muito certo. Talvez devido a previsibilidade:
"Me chama Eu vou...
...Me pede Eu dou..."
Não mais vá e não mais dê.