12 de jun de 2012

CARRO NOVO

(para todos aqueles que acreditam incondicionalmente no amor)

E muito de ti ainda em mim
partes cravadas além-alma.
Houvera a falsa alegria e o dilacerado
a espera vã da formalidade sem graça.
Peito revelado por palavras ausentes
ainda ontem bastantes quando meu e teu,
nossos corpos, sobreviviam a tudo.
Partiram os bom dia e o resto dos dias.
Sinto-me só nesse tablado
enquanto dilacera o coração
a distância de teus passos.
Já começa a doer.
Para correres de mim
Compraste um carro novo.


(marielamei)

Um comentário:

chris ritchie disse...

Acreditando ou não, quando o amor acontece nos leva para perto e para longe, é meio e velocidade, fuga e vontade. O melhor motivo para sofrer ou comprar um carro novo!
Gostei muito do seu final inusitado!
xx