15 de jun de 2012

SABEDORIA


Ninguém é magra de ruindade
para sempre, dizia minha sogra.
Para poucas aparece a bondade
E na maioria é o peso que dobra.

3 comentários:

NDORETTO disse...

legaaaal!

Larissa Bello disse...

Muito bom! Me identifiquei porque sempre fui magrela, mas não me considero ruim. Hehehehe...

Bjos!

chris ritchie disse...

Oi, Larissa. Há as magras de ruindade, as esforçadas, as famintas, as sem fome, as de família, as abnegadas, as atletas, as junkies etc. Ruindade é de quem acha que só os roliços são bons...
Também sou magra de família e atleta. Ouvi a frase 'ninguém é magra de ruindade para sempre' de duas mulheres de meia idade no metrô. Achei engraçada e aproveitei neste poema para o curta!
xx