13 de ago de 2009

até que a morte nos separe


maior que medo de doença
é que nesta farsa ensaiada
meu papel de improviso
( haja caco!)
não convença

um dia ainda acordo com a macaca
dou banana pro mundo
vou catar coquinho
chutar o pau da barraca
recolher os cacos

e igual ao (seu) peru
morrer de véspera

3 comentários:

NDORETTO disse...

Muito legal!!!kkkkkkkkk(


( Não morra: fuja na véspera!!!)

sidnei olívio disse...

Também fugiria na véspera e tb. achei muito legal. Bj.

Mara faturi disse...

Simplismente Divino;)
O seu humor refresca minhas noites, a poesia verte feliz...
bjo!