5 de ago de 2009


Isso
da alegria passa
sem
deixar
pegada
alguma
E o grande amor
da vida
é uma pele exposta ao sol
Que doura
embeleza
descasca
e cai
Viva e repetitiva.

6 comentários:

Renata de Aragão Lopes disse...

Que lindo, Neusa!
"Uma pele exposta ao sol".
Que cai e se renova.
Intermináveis vezes...
Beijo,
doce de lira

NDORETTO disse...

Renata Aragão, que prazer( mesmo!) com sua visita!

sidnei olívio disse...

Obrigado pela visita no concretos... bom mesmo é aqui!!! Leio e me encanto, sempre. Bj

NDORETTO disse...

Ora,ora! Seus textos são uma delícia!
bjs

NDORETTO

Maria Paula Alvim disse...

... se tudo passa, talvez...
muito, mto bom

NDORETTO disse...

Hummmmm,doutora______então me passa outro poema!!!!rsrsrsr_
abraço
Neusa