26 de ago de 2009

traímos
a alegria
quando
nunca choramos
(: o riso
é a forma
secundária
do choro)

5 comentários:

NDORETTO disse...

Assim que eu gosto: produção em alta!!! ( então estou em dia com a alegria! rsrsrsr)

Renata de Aragão Lopes disse...

E quanto a mim...
... que choro de alegria? : )

Bacana, Sidnei!

Nydia Bonetti disse...

bárbaro isso. nossa... tenho chorado pouco. fiquei preocupada. :)

Natan de Alencar disse...

Bela forma poética com o tamanho exato do significado.
Poema modelando palavras ridentes de tão corretas lágrimas em cruz.

Liquidificador a Gas disse...

Belo pra pensar. Me cabe! Como me cabe! rsss