29 de fev de 2012

A Isensata

















Uma
Outra
paixão lesa
E
descabela
Pesa 
sobre
aquela mulher
que
sequer sabe o que é amor
Chorando
noites seguidas
Despedidas
que os  braços deram
Porque eram amores
intensos
soluços
em  lenços.

10 comentários:

Mara faturi disse...

Que divino!!!! E nós sister que nem amamos a rima tanto assim...mas aqui ela casou perfeito..."amores intensos / soluços em lenços"...ADOREI;))
Bjo grande da sister que te ama, mas que não te faz soluçar, rsrsrs!!!!

chris ritchie disse...

É, o que vale é saber fazer de conta!

Legal, a história toda desse amor de palco em tão poucos caracteres!

xxChris

Flá Perez (BláBlá) disse...

Adorei!

Flá Perez (BláBlá) disse...

Adorei!

Flá Perez (BláBlá) disse...

Adorei!

Flá Perez (BláBlá) disse...

Adorei!

Mulher Vã disse...

Se ela sequer sabe o que era amor, todo esse choro não passa de teatro!

Beijo

Vã.

Talita Prates disse...

Muito bom, Neusa!

Beijo,

Talita.

Mara faturi disse...

Choro que não passa de teatro??!! Tá valendo...pois vira poesia...e a poesia é eterna;)
Bjos sister!!!

Larissa Bello disse...

Os amores são de variados tipos e formas. Quanto a intensidade de cada um, cabe a nós decidirmos.

Bjos