18 de nov de 2011

ROMÂNTICA DEMAIS

Um beijo qualquer, distraído, sem sentido de futuro ou ocasião.

Um beijo de língua com a calma e o deleite de picolé no verão.

Um beijo, só o beijo, sem tempo, sem abraço, volúpia nem mão.

Um beijo, me lembro e o guardo, às vezes sonho, mas você não.

5 comentários:

Dilmar Gomes disse...

Lindo!
Um abraço.

NDORETTO disse...

MAS QUE LINDO!!!!

ADOREI...romântico....hum, lembro de um beijo que ganhei no aeroporto. Abraço longo. Também guardo tudo isso.

Lindão o poema!!!

chris ritchie disse...

Obrigada pelos comentários! Que bom que vocês gostaram! É mesmo pra fazer lembrar e/ou desejar.
xx

sidnei olivio disse...

Lembrar e desejar. Belo!! Bj.

Mara faturi disse...

Gostei;Um beijo que vira poesia é bommm demaisssss;))
bjos*)