14 de nov de 2011









observava a rua
com olhos infinitos
e cabalísticas intenções

(: enraizou-se anti-profético
à sombra da sete-copas
admirando o redemoinho de folhas secas)

s.olivio

Um comentário:

valéria tarelho disse...

requinte, teu nome é Sidnei. nem ouso decifrar os mistérios, mas a imagem entre o obscuro e o bucólico me seduz.

:)