28 de out de 2011

CHARADA


Quando as palavras não têm mais jeito

pra dar em nada do que se pensa,

quando o que se pensa não tem mais

nada a ver com o que se faz,

e o que se faz não vale a pena mencionar,

qual é a vida que não se leva?

4 comentários:

Adriana Karnal disse...

eu tenho q reler,rsrrs, esse ponto de interrogação está na minha testa. qual a vida que não levo???agora, detersto a música do Zeca Pagodinho: deixa a vida me levar.rsrrrs bonito poema.

chris ritchie disse...

Obrigada, Adriana. É uma pergunta que a gente precisa saber responder com sinceridade e coragem. Já a música, que não conhecia - não gosto de pagode e ainda menos do Zeca - e fui ver no YouTube, é bem o oposto da ideia de que a gente é que leva a vida!

Dilmar Gomes disse...

Gostei do manuseio da palavra na confecção do poema.
Um abraço. Tenhas um lindo fim de semana.

Sandra Botelho disse...

melhor apagar as palavras e reescreve-las. Bjos achocolatados