3 de out de 2011

faro [e fino trato]














te adivinho
no bouquet
de um vinho tinto
:
tenho instinto
um tanto
etílico

valéria tarelho
*um curta antigo, brindando os bons momentos que passei no Congresso Brasileiro de Poesia, em Bento Gonçalves [RS - 2005/06], cuja XIX edição acontece agora, de 03 a 08 de outubro.
**fotografia: quadro exposto na vinícola Miolo.

5 comentários:

NDORETTO disse...

Poesia boa e leve....Simpática!

Me levou até Baudelaire : " embriagai-vos de vinho ou de virtude, contanto que vos embriagueis ..."...algo assim.......


Abraço,comadre /o/

valéria tarelho disse...

toujours, querida, especialmente da poesia que há nos detalhes.
"a vida é líquida" [hilda] :)

saúde,

v

Marcia David disse...

Gostei...
da poesia, do vinho e da fotografia.
Aroma, sabor e corpo.
Muito bom.

Anônimo disse...

Um brinde a tua sempre requintada poesia!

H

Mara faturi disse...

Que delícia de poema...bom de embriagar-se pelas horas do dia;))
Grande bjo!