14 de out de 2011

MÃOS AO ALTO

A alegria bandida
me tomou de assalto,
me levou toda
a dor que guardava,
o manto que vestia
e me deixou sem nada
além da rua vazia.

5 comentários:

Guilherme Sakuma disse...

É. Desgraçada.

NDORETTO disse...

-Pois é, maldita.

Marcia David disse...

Pois é. Frisson é f...!
Com todo respeito! Até porque a poesia merece!

Evandro L. Mezadri disse...

Bela obra!
Grande abraço e sucesso!

valéria tarelho disse...

e agora, José?

~> se me roubam a dor, adeus poesia..rss

beijo, chris!